3 passos para formalizar contratos no meio eletrônico

0

Assinar contratos no meio eletrônico sem caneta e papel já é uma realidade. Veja 3 passos para o migrar o processo de assinatura de contratos da sua empresa para o digital.

1. Qual escolher: assinatura digital ou eletrônica?

Depende. “A escolha está relacionada ao nível de risco e valor da operação”, explica Maria Teresa Aarão, diretora de Inovação em Produtos e Mercados da Certisign, Autoridade Certificadora especialista em Identificação Digital.

A assinatura digital é indicada para formalizar contratos com alto risco financeiro e de longo prazo. Já a eletrônica pode ser usada para formalizar acordos com baixo risco financeiro e de curto prazo.

2. Entenda as diferenças entre as assinaturas

Assinatura digital: é gerada a partir do uso do Certificado Digital ICP-Brasil e tem valor jurídico assegurado pela legislação brasileira – Medida Provisória 2200-2.
Assinatura eletrônica: é gerada a partir de um clique ou da assinatura manuscrita na tela touch de um dispositivo móvel e tem eficácia probatória de acordo com as evidências colhidas no momento da captura.

3. Opte por uma boa plataforma

É preciso ter um sistema robusto com múltiplas funcionalidades, por trás do upload do documento e da assinatura, para usufruir de todos os benefícios do processo digital. O Portal de Assinaturas é uma opção. A plataforma permite a criação de fluxos, envia notificações, gera evidências da assinatura, controla integridade dos documentos e das assinaturas, entre outras funcionalidades. É possível experimentar gratuitamente e assinar documentos, por exemplo, por meio do Certificado Digital no celular, com o mobileID.

Veja como no vídeo:

Aproveite você também os benefícios tecnológicos e garanta a assinatura digital de contratos, seja de locação ou de qualquer outro tipo, por meio do Portal de Assinaturas Certisign. Com ele você assina com validade jurídica, de onde você estiver. Saiba mais.

Compartilhe

Deixe seu comentário