3 vantagens da Certificação Digital para a saúde

0

Desde o dia 19 de julho de 2016, os laboratórios de análises clínicas devem atender a RDC 30, uma determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa , que prevê o uso do Certificado Digital para a assinatura digital de laudos emitidos pela internet. O objetivo é garantir a autenticidade e a integridade do documento, mas a Certificação Digital pode fazer muito mais pela área da saúde. Veja três exemplos.

1. Melhora da eficiência operacional: a Certificação Digital é a única tecnologia que possibilita a migração de 100% dos processos físicos para o digital. O Hospital Regional de Cotia (HRC) e o Hospital Geral de Itapecerica da Serra (HGIS), geridos pelo Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo SECONCI-SP, são exemplos. Eles integraram a tecnologia no Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP). “O processo totalmente eletrônico facilita o armazenamento de dados, a consulta ao histórico e ao prontuário do paciente e a troca de informações entre os profissionais de todos os departamentos dos hospitais. Com essas mudanças, reduzimos a burocracia e retrabalhos, assim como o uso do papel”, diz Luiz Sergio Almeida da Silva, Gerente de Tecnologia da Informação do SECONCI-SP.

Mauricio Balassiano, Diretor de Tecnologia e Produtos da Certisign, explica que o Certificado Digital pode melhorar ainda mais a eficiência operacional dos hospitais se armazenado no celular. “Hoje, os profissionais de saúde têm a opção de utilizar o Certificado no smartphone, o que promove mobilidade e agilidade na tomada da decisão”.

2. Segurança: processos no meio eletrônico são mais fáceis de serem administrados e rastreados, minimizam o risco de extravio de documentos e registros, reduzem o risco de interpretação errônea, por exemplo, de receitas manuscritas e, ainda, são mais seguros para os médicos e pacientes por conta da disponibilização completa do histórico do adoentado.

3. Sustentabilidade: “o PEP integrado à Certificação Digital elimina a necessidade do uso do papel para a assinatura/autorização de um procedimento. Todas as etapas podem ser assinadas ou autorizadas no meio eletrônico, com validade jurídica, por meio da utilização da assinatura digital, que é gerada a partir do uso do Certificado”, explica Balassiano.

O Departamento de Saúde e Assistência ao Pessoal da Polícia Militar do Distrito Federal – PMDF, por exemplo, deixou de imprimir mais de 30 mil folhas de papel por mês, depois de integrar a tecnologia ao PEP.

É pensando em levar ferramentas cada vez mais ágeis aos médicos, que a Certisign lançou o Portal para Médicos Certisign, um ambiente especial que disponibiliza as soluções mais adequadas para cada tipo de norma, tudo para que a otimização do seu tempo e trabalho.

Compartilhe

Deixe seu comentário