A desafiante missão de explicar as atividades Contábeis

0

No mundo dos negócios é comum os empreendedores, geralmente focados no desenvolvimento de suas empresas, confundirem as atividades dos profissionais da Contabilidade com as de outras de áreas afins, como jurídica e administrativa, visto que estas caminham paralelas, apesar de que cada uma tem funções e atribuições bem diferentes.

Ao Contador, cabe o controle das informações e registros contábeis, sendo ele quem acompanha a vida da empresa deste a sua abertura até o seu encerramento, se for necessário. Ele é o único profissional que pode assinar os balanços, sendo responsável também por representar a empresa perante o Fisco. Os Contadores, devidamente registrados no Conselho Regional de Contabilidade de seu Estado, podem atuar ainda como peritos, auditores, controllers, tributaristas e outros.

Devido a essa grande diversidade de atribuições da profissão surgem comparações, por exemplo, com as atividades dos advogados, em especial no campo da perícia e da tributação, e com as responsabilidades dos administradores, na área de controllers e outras. Essas diferenciações devem ser esclarecidas ao cliente, principalmente, no momento da contratação dos serviços.

Se você tem mais de uma formação, deixe claro ao seu cliente

Há um outro cenário paralelo ao descrito acima. Devido à crescente demanda pelas atividades Contábeis, que atualmente estão sujeiras às Normas Internacionais de Contabilidade- IFRS, à evolução tecnológica e às constantes mudanças na legislação contábil, fiscal, tributária e trabalhista, é comum os Contadores buscarem especialização em outras áreas, como Direito e Administração de Empresas ou adquirir o domínio de uma segunda língua.

Nesse caso, é importante que o profissional da saiba orientar os seus clientes sobre suas atribuições adicionais, e, se for o caso, ao agregar novas tarefas ao seu contrato, definir antecipadamente os valores do trabalho.

Dados do relatório Educação e Deslocamento do Censo 2010 do IBGE apontam que cerca de 10,8% dos profissionais de Contabilidade em geral buscam se especializar em uma segunda graduação.

Compartilhe

Deixe seu comentário