Afinal, o que é o Uber e quais suas polêmicas no Brasil?

0

Recentemente, o público assistiu a protestos e processos jurídicos emblemáticos envolvendo o aplicativo Uber. Mas afinal, o que é o Uber e qual o problema dele?

A empresa Uber foi fundada em 2009, mais foi a partir de 2012, quando começou a sua expansão dos seus serviços para outros países, que ela adquiriu destaque e popularidade para o seu aplicativo. O Uber é claramente voltado para o segmento da população mais conectada. Tudo passa pelo seu smartphone e todas as transações financeiras são feitas online.

Como funciona?

O Uber usa e abusa da geolocalização dos smartphones para fornecer um serviço semelhante ao de táxi. O diferencial está no seu preço, que são mais acessíveis, e no fato de apresentar carros de maior qualidade, além de mais atenção aos passageiros, como o fornecimento de água gelada ou até energéticos e doces. O Uber não oferece apenas um veículo. A empresa, na verdade, oferece uma série de carros diferentes mais ou menos luxuosos.

Uber no Brasil

Aqui no Brasil, o Uber completou um ano há poucos meses e as polêmicas jurídicas já se estendem há meses. Taxistas já protestaram em SP, MG, RJ e DF. O maior dos protestos até o momento foi na sexta-feira 24/07, no Rio de Janeiro. O clima foi bastante tenso por lá!

Assim como no mundo todo, os taxistas convencionais sentiram uma diminuição significativa na necessidade do serviço de táxi comum, alegando uma vantagem desleal do aplicativo. Como principal arma contra a empresa, eles utilizam o argumento de que os serviços vão totalmente contra o Código de Trânsito Brasileiro, que proíbe claramente outros cidadãos – que não taxistas – de cobrarem pelo transporte de seus passageiros em veículos automotores comuns.

Por outro lado, motoristas do Uber alegam que não há deslealdade, que eles pagam impostos referentes ao carro e que investem mais para o conforto do cliente, uma vez que a exigência nesse serviço é alta: carros com modelo sedan, novos, com bancos de couro, ar condicionado, som. O objetivo é garantir o máximo do conforto para o cliente.

Segundo a lei federal que regulamenta a profissão de taxista, o transporte público, individual e remunerado de passageiros só pode ser feito por este profissional. Mas, a defesa do Uber é que o que eles prestam é um serviço de transporte particular.

O Uber está presente em 59 países e em mais de 250 cidades. A Cidade do México foi a primeira da América Latina a regulamentar o serviço, onde os motoristas passaram a pagar taxas anuais. Em alguns outros países, como Londres e Nova York, os táxis já sentiram o peso da concorrência. Por aqui, não há uma definição ainda do judiciário ou do estado brasileiro.

Esta história ainda pode ir longe e ainda é preciso considerar neste cenário o papel do consumidor. Depois da polêmica do dia 24/07 no Rio de Janeiro, por exemplo, o Uber chegou a ser o app gratuito da App Store mais baixado. Vamos acompanhando as novidades da introdução desta tecnologia no país.

Não importa se é pessoa física ou jurídica. Se você ainda não possui o seu Certificado Digital clique aqui e seja uma pessoa segura.

 

Compartilhe

Deixe seu comentário