Artigo: Os municípios e a NFS-e, o que as empresas precisam fazer?

0

Por Maicon Klug, diretor de Marketing da G2KA Sistemas

[…] A NFS-e trará muitos benefícios para os contribuintes prestadores de serviços, isso não há o que se discutir. Após implantada e em funcionamento, basta apenas usufruir das suas vantagens. Mas até lá, há alguns desafios a serem superados, principalmente pelas empresas de desenvolvimento de softwares de gestão e prestadores de serviços que possuem filiais distribuídas em várias cidades.

Mas qual é a dificuldade?

A principal dificuldade de que estou falando é a falta de padrão na integração entre prefeituras e contribuintes. […] Se compararmos com a NF-e, que possui um único modelo de integração independente do estado, já podemos imaginar a diferença entre as duas Notas Eletrônicas e o volume de trabalho necessário para manter uma solução que atenda perfeitamente a este cenário.

O que há de diferente nos padrões dos municípios?

– regras de validação, como quantidade de itens de serviço, % de imposto, impressão do DANFSe e outras;
– layouts com informações diferentes, depende da necessidade de cada município;- integração online (webservices) e offline (arquivos TXT ou XML);
– uso e não uso de Certificado Digital, algumas prefeituras solicitam apenas usuário e senha.

O que as empresas precisam fazer?

Uma das possibilidades é desenvolver a integração com cada município. Entretanto, esta não é uma opção financeiramente viável, nem a curto e nem a longo prazo. […] Avaliar a possibilidade de parceria é algo que deve estar no escopo do projeto antes de iniciar o seu desenvolvimento. No modelo de parceria há diversas vantagens técnicas, comerciais, financeiras e administrativas, basta procurar pelo parceiro certo: aquele que puder contribuir com mais benefícios.

Fonte: SEGS.com.br

Compartilhe

Deixe seu comentário