Certificação Digital permite identificar fraudes mais rapidamente

0

As fraudes descobertas esta semana nos estados do Maranhão, Alagoas e Pará, envolvendo hackers contratados por empresas madeireiras que forjavam licenças do Ibama, foram detectadas e as autoridades já estão tomando todas as providências. Além das prisões realizadas e as em andamento, a polícia rapidamente rastreou todas as operações falsas realizadas. A tecnologia da Certificação Digital, aliada às mais avançadas tecnologias de redes sociais e dos Sistemas de Informação com acesso pela Internet, permitiram que esses crimes fossem rapidamente descobertos. Por conta da Certificação Digital, fraudes milionárias como estas são detectadas e rastreadas imediatamente.

Neste caso do Ibama, o Certificado Digital permitiu chegar logo aos envolvidos, que foram identificados como empresas ilegais e que possuíam processo de legalização em andamento no próprio Ibama. Segundo o órgão, são fraudadores contumazes, que sempre tentam essas práticas para driblar a legislação.

Antes do sistema migrar para os computadores, era muito mais difícil identificar uma fraude. De acordo com o presidente da Associação Nacional de Certificação Digital (ANCD), Julio Cosentino, quando tudo está em papel, os processos podem sumir ou serem postos de lado. “Com a Certificação, esses processos podem ser consultados e analisados constantemente e é muito mais fácil cruzar informações, ou mesmo achar a informação que antes ficava em pilhas de papéis.”

Com a migração para o ambiente dos computadores, com a eliminação de papéis, ficou muito mais seguro, e o órgão adotou o uso da Certificação Digital. “Por isso é possível detectar com segurança eventuais fraudes. A Certificação Digital no Brasil tem uma estatística de fraude mínima, de apenas 0,008%, segundo dados do ITI”, afirma o executivo.

Mesmo diante de números tão baixos em relação à fraude, a indústria de Certificação Digital está investindo na adoção de multibiometria para a identificação do cidadão ou da identificação de representação das empresas, no momento do registro para a obtenção do Certificado Digital. Com a consulta de minúcias biométricas para registro ou renovação, casos como esse, de alguém com identidade falsa obter o Certificado Digital de um superintendente de um órgão como o Ibama, passa a ser impraticável.

A indústria de Certificação Digital está, portanto, melhorando ainda mais a segurança, antecipando a implantação da biometria, para deixar o Certificado Digital da ICP Brasil ainda mais robusto e à prova de fraudes. “Isso significa mudar o nível de segurança de detectivo da fraude para preventivo, com o uso da biometria que indicará se o individuo que requer um Certificado Digital é o detentor das minúcias biométricas no cadastro”, acrescenta Antonio Cangiano, diretor-executivo da ANCD.

Não importa se é pessoa física ou jurídica. Se você ainda não possui o seu Certificado Digital clique aqui . Seja uma pessoa segura.

Fonte: Certisign com informações Certisign

Compartilhe

Deixe seu comentário