Certificados Digitais devem triplicar até 2015

0

O mercado da Certificação Digital avançou rápido nos últimos anos por causa, sobretudo, das exigências fiscais dos governos e pode triplicar de tamanho até 2015, alcançando 15 milhões de certificados. A previsão é de Julio Cosentino, vice-presidente da Autoridade Certificadora Certisign. O executivo baseia sua estimativa no potencial das diversas aplicações da tecnologia, que começaram, apenas recentemente, a ser exploradas com maior vigor.

Nos últimos anos, a Certificação Digital teve seu uso bastante concentrado nas áreas fiscais das empresas, por conta das exigências legais, especialmente as determinadas pela Receita Federal. No entanto, multiplicam-se os casos de aplicações que visam redução de custos, maior controle de processos e agilidade nos negócios, além de vantagens ao meio ambiente, como economia na utilização de papel, tinta de impressão e combustível.

Essa expansão pode ser verificada nos números do ano passado, quando foram emitidos cerca de 2 milhões de certificados, diz Paulo Kulikovsky, também vice-presidente da Certisign, baseado em estatísticas do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI). Em comparação a 2010, o crescimento nas emissões foi de quase 50% no ano passado. Cosentino acredita que o mercado total de Certificação Digital tenha movimentando em torno de R$ 1 bilhão, em 2011, quase o dobro de 2010, podendo atingir R$ 5 bilhões, em 2015.

Há duas grandes tendências na área. A primeira, e que está também colaborando para alimentar o crescimento do mercado, é a simplificação dos processos, cada vez mais ágeis e que permitem a adoção imediata e on-line, sem a burocracia com a compra de licença e instalação que antes podia demorar até três meses. A segunda é a percepção de segurança e rapidez nas transações via certificados, pelo lado do consumidor.

Fonte: Brasil Econômico

Compartilhe

Deixe seu comentário