Classe Contábil evita multa de R$ 1 bilhão a empresas

0

As lideranças da Classe Contábil obtiveram uma importante vitória para as empresas clientes, no dia 19 de janeiro de 2015. Nessa data foi aprovada a Lei n° 13.097/14 ( originada pela MP 656/14) que cancelou as multas por atraso na entrega da GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social).

Para conseguir o cancelamento das multas da GFIP, as entidades da Classe Contábil realizaram uma intensa mobilização junto à Receita Federal do Brasil e a outros órgãos governamentais, por quase um ano, o que incluiu a criação de um abaixo assinado, no qual foram coletadas cerca de 40 mil assinaturas.

A Receita Federal do Brasil notificou e multou, em 2014, empresas que não entregaram a Guia no prazo determinado, nos cinco anos anteriores, ou seja, de 2009 e 2013. Essa vitória representa uma economia de R$ 1 bilhão para as empresas brasileiras.

Este valor é estimado pela Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas – Fenacon, considerando apenas as multas mínimas aplicadas. “Mesmo que as multas fossem cobradas das empresas, a responsabilidade pela não entrega das GFIP´s recairia sobre os profissionais da Contabilidade, daí o empenho da Classe em reverter a situação”, reforçou o presidente da Entidade Mario Berti, em caráter exclusivo, para o Clube do Contador.

“Essa vitória é muito importante para o segmento contábil porque nos dá a certeza de que temos força suficiente para conseguir novas e importantes conquistas”, afirmou Berti, que representa 400 mil empresas do setor de serviços em todo o País.

Relacionadas

GFIP: Novas Orientações para Empresas Simples Nacional Enquadradas no FPAS 736
 Prazo para a entrega da Certidão Negativa do Coaf é prorrogado

Compartilhe

Deixe seu comentário