Como funciona o touch screen?

0

Desde que os smartphones chegaram o mercado é raro encontrar um celular desprovido do recurso touch screen. Ou o aparelho é totalmente dependente dessa função ou ela age em conjunto com um teclado físico. Já os tabletes funcionam quase que inteiramente pelo recurso e, no máximo, apresentam dois botões de toque normal ao usuário. Sem contar, a presença dessa tecnologia nos Caixas Eletrônicos, aparelhos GPS e até mesmo nos computadores.

Mas afinal, o que é touch screen?

É uma tecnologia sensível ao toque, composta por um display eletrônico visual detector da presença e localização do toque por meio de pressão. O termo refere-se geralmente ao toque no visor do dispositivo com o dedo ou a mão, além de reconhecer objetos, como uma caneta.

Touch screen resistivo

Sendo uma tecnologia mais antiga e barata, o touch screen resistivo consiste em três camadas de tela com funcionalidades diferentes. Quando as três entram em contato devido a pressão do toque proveniente do usuário, uma corrente elétrica flui, permitindo que o sistema capte essa junção e interprete o ponto da tela que foi apertado.

Touch screen capacitivo

Apresenta um funcionamento melhor e os aparelhos com este tipo de touch screen são capazes de permitir a função de multitoque.

Diferente do touch screen resistivo, que funciona a partir de uma pressão feita na tela, o touch screen capacitivo é estruturado apenas com a placa de vidro do monitor carregado com pequenas cargas elétricas e um sensor embaixo. Quando a placa é tocada, estas cargas são trocadas com as do dedo do usuário, o sensor detecta esse processo e o sistema interpreta o ponto da tela foi tocado.

Fonte: Oficina da Net

Assinar documentos com apenas um toque na tela do celular ou tablet já é uma realidade ao alcance de todos. Conheça o Certisign Mobile e modernize o seu modo de assinar. www.certisign.com.br/certisignermobile

 

Relacionadas

Celular com câmera: como isso começou?
Portal de Assinaturas e Certisigner Mobile facilitam a assinatura de documentos

Compartilhe

Deixe seu comentário