Como o armazenamento em nuvem pode ajudar a rotina do advogado

0

Como diria o poeta Paulo Leminski (1944 – 1989): “Nuvens brancas passam em brancas nuvens”. O termo “Cloud Computing” agora está integrado às atividades jurídicas e empresariais, uma vez que a computação em nuvem vem ganhando cada vez mais destaque e utilidades nestes meios.

Graças à computação em nuvem, torna-se possível executar trabalhos por meio da internet sem a necessidade de fazer download de arquivos ou instalar programas no computador. Assim, todas as tarefas que compõem a rotina de um escritório jurídico, fórum ou tribunal – como envio de processos, petições, arquivos e quaisquer outros documentos, podem ser armazenados em servidores online – a nuvem!

Além de oferecer segurança no armazenamento de informações, a nuvem pode trazer alguns benefícios para aumentar a produtividade durante o trabalho.

3 exemplos de como o armazenamento em nuvem podem te ajudar

Compartilhamento em tempo real

É possível explorar a capacidade de trabalhar em determinado arquivo com outras pessoas em tempo real, graças a Colaboração Simultânea, e contar ainda com um espaço significativo para guardar todos os seus arquivos.

Trabalho à distância

Existe também a opção de trabalhar através do seu smartphone já que muitos aplicativos móveis estão disponíveis para otimizar sua produtividade e acaba sendo possível trabalhar em arquivos fora do escritório e longe de um computador.

Certificado Digital em Nuvem

Este novo recurso tem sido o assunto de várias discussões. Inclusive o CEO da GlobalWeb, Marco Zanini, abordou o tema no painel “O uso do Certificado Digital em Nuvem Privada”, na 12ª edição do Congresso de Inovação do Poder Judiciário – Conip Judiciário & Controle, que ocorreu entre os dias 27 e 28 de setembro, em Brasília-DF.

Na ocasião, ele explicou que os certificados em formato de token ou smart card estão sujeitos a danos físicos, roubos, perdas, desgastes do tempo, o que pode inviabilizar o uso. Portanto, a opção tecnológica mais viável e segura é, sem dúvida, o Certificado Digital na nuvem.

Ele esclareceu ainda que o Certificado Digital na nuvem fica armazenado em um servidor Hardaware Security Module – HSM, o mesmo usado pelas autoridades certificadoras, como a Certisign, por exemplo. “Neste caso, os certificados podem ser acessíveis em qualquer lugar, mesmo fora do ambiente de trabalho, dos fóruns e tribunais. Além disso, é compatível para smartphones e tablets”.

Resumindo: quem usa um Certificado Digital na nuvem, ganha em segurança, redução de gastos, e, principalmente, mobilidade.


Compartilhe

Deixe seu comentário