Compras on-line: segurança em primeiro lugar

0

As compras on-line não param de crescer, prova disso é que o comércio eletrônico brasileiro bateu os recordes de vendas em 2010, 2011 e 2012 consecutivamente, e se prepara para bater mais uma vez a marca de maior faturamento da história. Com o crescimento, os lojistas virtuais brasileiros estão cada vez mais preparados para atender o cliente com excelência e segurança, porém, ainda assim é importante que os internautas tomem certos cuidados ao escolher onde e como farão suas compras on-line.

Confira algumas dicas para verificar a veracidade de um site e fazer uma compra realmente segura:

  • Preço tentador – quando o valor é muito abaixo do praticado pelo mercado, vale ficar atento. Ofertas “sensacionais” são umas das principais características de sites falsos.
  • Https – quando um site solicitar dados pessoais ou financeiros, confira se seu endereço começa com https, a letra ‘s’ significa que o site é seguro. Além disso, fique atento ao “famoso cadeado”.
  • Barra verde – quando a barra do navegador muda para a cor verde, significa que o site é ainda mais seguro e possui um Certificado SSL-EV − comercializado por Autoridades Certificadoras como a Certisign, por exemplo. Isso significa que o domínio passou por uma validação de dados muito mais exigente e criteriosa e é mesmo autêntico.
  • Selos de confiança – além do SSL, também existem selos de confiança que servem para mostrar ao consumidor quem cumpre com os prazos e serviços prometidos, como o do Google.
  • Senha pessoal – crie senhas de cadastro seguras, não use a mesma que você já usa em outros sites e evite ao máximo, datas de aniversário. O ideal é que a senha possua no mínimo oito caracteres mesclando letras maiúsculas, minúsculas, caracteres especiais e números.
  • Pagamento – nas primeiras compras evite o pagamento via Boleto Bancário ou Depósito On-line, forçar essas formas de pagamento é uma prática comum em sites falsos. Optar pelo cartão de crédito é a melhor forma, pois assim você consegue estornar o pagamento caso a loja te surpreenda negativamente.

Fonte: Ecommerce Brasil

Compartilhe

Deixe seu comentário