Contador faça parte dessa empresa chamada “Equipe”

0

Dirfson foi chamado para uma entrevista de emprego em um escritório contábil. Ao entrar na sala, já estava preparadíssimo para dar descrições de seus cargos e atribuições anteriores, mas ficou perplexo quando o recrutador pediu para que ele fornecesse detalhes concretos do seu comportamento no trabalho.

– O caráter comportamental faz toda a diferença por aqui, meu caro – explicou Paulo, o entrevistador.

Dirfson falou a respeito de suas qualidades, incluindo o seu comprometimento com o trabalho, as habilidades para trabalhar em equipe, o desejo de aprender continuamente… E foi embora desejando muito ocupar aquela vaga, mas era necessário aguardar. E esperou. Após uma semana, seu celular tocou, era Norma, do Departamento De Pessoal da empresa, que disse as três palavras mágicas: “Você está contratado!”. Era para começar na segunda-feira.

E lá foi Dirfson, feliz da vida para o novo emprego. Ao chegar lá, Paulo explicou a ele que considera uma das falhas mais graves no processo de contratação só levar em conta o conhecimento técnico, dando pouca importância aos aspectos comportamentais.

– Aqui é diferente – garantiu Paulo, sorrindo e apresentando os demais funcionários que agregam a equipe – Esse aqui é o Arnaldo Feliz, o bem-humorado. Ele faz amizades com facilidade e sempre se comunica com todos, clientes, fornecedores e demais colaboradores de modo persuasivo. É flexivo e constrói relacionamentos afetuosos.

– Prazer, Arnaldo – disse Dirfson.

– Já esse colega aqui é o Thiago Positivo. Ele entrou aqui por causa de seu otimismo. Para ele, expectativas boas geram resultados e as perspectivas negativas contribuem para resultados desfavoráveis.

– E essa aqui, quem é? – perguntou o novato Dirfson.

– Ela é a Diana Segura, está sempre transmitindo segurança para toda a equipe. Ela se impõe muito bem perante as demandas que surgem e nunca promete entregar tudo para todos. Assim, sempre cumpre os prazos prometidos, não sobrecarrega seus colegas e, portanto, não prejudica ninguém!

– Muito prazer, Diana!

– Prazer é todo meu, Dirfson.

– Continuando, temos aqui também o Douglas Organizado. Basta você ver a mesa dele. Nunca perde compromissos, não chega atrasado a reuniões importantes e está sempre lá, firme e forte, no que diz respeito a prazo. Já esta aqui é a Bete Calma, que está bem longe de ser submissa, mas expressa suas opiniões e sentimentos a respeito dos fatos de forma cordial e tranquila.

– E eu, Paulo, por curiosidade, fui contratado por quê?

– Você é o Dirfson Preparado. Na entrevista, pude ver que você está sempre se atualizando profissionalmente, absorve as novas tecnologias e adora os sistemas modernos. Não gosta de fazer nada à moda antiga. Além disso, mesmo com todo conhecimento que tem não é orgulhoso. Muito pelo contrário: percebo que está sempre apto a aprender e admitir os próprios erros, contribuindo sobremaneira para o crescimento de todos.

E assim os dias passaram, e a empresa do Paulo, a “Equipe Contabilidade”, foi de vento em popa, e como ele mesmo gosta de parafrasear um dos astros do basquete americano, Michael Jordan, “o talento vence jogos, mas só o trabalho em equipe ganha campeonatos”. Também, com essa equipe de Contadores não há Contabilidade que não dê certo, né?

Contador, a Certisign te ouviu e acaba de lançar um programa com novas vantagens financeiras para você. Venha para o Clube do Contador Certisign ou ligue para (11) 3546 3800.

Compartilhe

Deixe seu comentário