Empreendedor Contábil e a difícil missão de sair de férias

0

Muitos Contadores que decidem empreender imaginam que terão grande flexibilidade de horários, menos trabalho do que como funcionário ou mesmo que continuarão a fazer apenas aquilo que já fazia quando era empregado. O que é um ledo engano. Quem tem uma empresa de contabilidade sabe que, mais do que ser um bom profissional, é preciso ser um bom gestor do negócio e de pessoas também. As tarefas são tantas que se acumulam a tornam a missão “tirar féria” quase impossível, em especial nos primeiros anos do negócio.

Por isso, o Clube do Contador Certisign dá dicas para quem está nesta situação, trabalhando direto há bem mais do que 12 meses, sem conseguir dar a necessária pausa para um merecido descanso.

5 dicas para sair de férias sem se preocupar

Escolha um bom período

Querer tirar férias é uma coisa. Mas querer tirar férias na época do Imposto de Renda é realmente algo complicado para quem trabalha com Contabilidade. Então, o primeiro passo rumo ao descanso é: escolha o mês que costuma ter menos demanda dos clientes. Dezembro não dá por causa do balanço e em janeiro tem o eSocial? Então por que não tirar suas férias em fevereiro, antes do início da loucura com o Imposto de Renda? Sempre há um período mais tranquilo, que varia de acordo com os serviços prestados pela empresa. Encontre o seu.

Equipe

Quem tem funcionários deve focar na capacitação destes profissionais para que o trabalho saia dos seus computadores já finalizados. Quanto mais você tiver que mexer e corrigir as atividades deles, menos tempo terá para focar na gestão do negócio. O ideal é encontrar alguém completo, responsável e competente. Mas, como nem sempre é fácil achar alguém com este perfil, invista na capacitação de quem trabalha na sua empresa.

Freelancer

Para quem trabalha sozinho, a questão é um pouco mais delicada. Contratar um freelancer para te substituir neste período de ausência pode ser uma boa saída. Entretanto, foque em alguém de confiança, que não ofereça risco de trazer problemas no futuro, como multas, por exemplo. É preciso ter sabedoria na escolha.

Planejamento

A antecedência é a chave para o sucesso. Se você sabe que precisa entregar alguma obrigação acessória importante no mês em que vai sair de férias, adiante a coleta das informações que serão necessárias para preenchê-la adequadamente. Deixar para a última hora pode fazer com que os seus planos rolem ladeira abaixo.

Avise os clientes

A relação entre o Contador e o seu cliente deve ser de absoluta confiança. Então, um mês antes de sair de férias, avise os seus clientes que você se ausentará do escritório neste período e conte quais medidas você tomou para que o trabalho referente ao negócio dele não seja prejudicado pelo seu descanso, como a antecipação de algumas entregas e a parceria com um colega que assumirá suas funções neste período.

Feito isto, descanse. Porque não vale à pena ter todo este trabalho para organizar suas férias e no fim não conseguir se desligar do escritório. Todo mundo merece – e precisa – descansar, para conseguir voltar ainda mais produtivo e focado nos seus objetivos profissionais.

Você pode gostar: Amigo Contador, dez motivos para ter um


Compartilhe

Deixe seu comentário