Gestão do terceiro setor: como administrar voluntários, funcionários e terceirizados

0

Em razão do seu grande apelo social, as entidades do Terceiro Setor costumam trabalhar com mão de obra voluntária. As pessoas que se dedicam às ações voluntárias são, em geral, de grande ajuda aos gestores de fundações e associações, dando suporte às atividades desempenhadas pela instituição.

Mas, para a Contabilidade, mesmo os serviços voluntários, ou seja, aqueles que não são remunerados precisam ser contabilizados de alguma forma. Então, qual é esta forma? O Conselho Federal de Contabilidade – CFC explica: “Pode haver alternativas de registro contábil da doação de um serviço. Uma delas (…) é o registro simultâneo em conta de despesa, correspondente à natureza do serviço consumido, e em conta de receita, correspondente à gratuidade obtida. Neste caso, para sustentar o registro contábil dos serviços prestados, é necessário a existência do ‘ termo de voluntariado’, que é um contrato de trabalho dativo, e a contabilização do serviço é semelhante à contabilização de gratuidade recebida”.

Portanto, o trabalho voluntário deve ser reconhecido pelo valor justo da prestação do serviço como se tivesse ocorrido o desembolso financeiro e o resultado não se altera, pois o custo é compensado pela receita, mas o balanço reflete melhor os elementos. Por exemplo, um dentista que resolve atender de forma voluntária uma creche, o valor contabilizado pelos seus serviços deverá ser correspondente ao que ele cobra por consultar. Entretanto, este valor deverá ser especificado no balanço mensal, trimestral ou anual, dependendo da opção da entidade, como gratuidade, para não dar diferença no resultado final.

É importante lembrar que as entidades do Terceiro Setor são obrigadas a prezar pela transparência das suas ações, portanto quanto mais clara for a sua Contabilidade, mais fácil ficará para obter patrocínios, apoios e doações. Isso significa que você, Contador, tem grande responsabilidade em suas mãos e o seu trabalho pode ser decisivo para o sucesso ou o fracasso de uma organização, que muitas vezes ajuda a salvar vidas.

Pense nisso e se engaje. Você também poderá ser um voluntário e, neste caso, sua remuneração será o prazer de ajudar pessoas em situações especiais, portanto, carentes e necessitadas.

Contador, a Certisign te ouviu e acaba de lançar um programa com novas vantagens financeiras para você. Venha para o Clube do Contador Certisign ou ligue para (11) 3546 3800.

Compartilhe

Deixe seu comentário