Independência: um grito de rebeldia para mudar uma história

0

“Ouviram do Ipiranga às margens plácidas de um povo heróico um brado retumbante”. Esse trecho do hino nacional brasileiro conta como ocorreu, em 7 se setembro de 1822, a declaração de independência da maior colônia portuguesa na América Latina – o Brasil. Com ou sem controvérsias históricas, o referido grito de Dom Pedro I marcou o fim do domínio de Portugal sobre as terras já não tão tupiniquins.

Teve início então um período de transição, com a discussão entre abolicionistas e escravocratas crescendo, falta de infraestrutura nas cidades e um forte sistema feudal ainda em voga.

Muita coisa era diferente dos tempos atuais no Brasil colônia, inclusive o papel do Contador. Ainda sem uma moeda instituída, com grande movimentação de pedras preciosas e metais nobres como forma de pagamento, a Contabilidade exigia um conhecimento muito próprio dos costumes da região.

Para ser um guarda-livros era preciso também saber como preencher (à mão) os balanços, com tantas variações monetárias. Tecnologia era mito em uma época na qual a principal forma de comunicação eram as cartas, que muitas vezes demoravam semanas para chegar – isso quando chegavam.

Nestes 193 anos pós-Independência, muitas águas rolaram sob a ponte da Contabilidade. Em maio de 1946 foi instituído o Decreto-Lei nº 9.295, que permitiu a criação do Conselho Federal de Contabilidade e determinou as atribuições do Contador e do Guarda-Livros. Mas hoje, o cenário é outro: tecnologia superdesenvolvida, informações cruzadas, infinidade de leis, decretos e normas para acompanhar, entender e aplicar, quando já foram implantadas as Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS), pelas quais o profissional da Contabilidade assume um papel mais gerencial em sua carreira…

Fica no ar uma indagação: o Contador pode se considerar um profissional independente ou está aprisionado pelas novas tecnologias, novas regras e muitas, muitas obrigações acessórias?

Contador, como você gerencia a assinatura de contratos de sua empresa e de seus clientes? Declare a sua independência. Conheça o Portal de Assinaturas e economize tempo e recursos. Saiba mais aqui!

Compartilhe

Deixe seu comentário