Luca Pacioli: o pai da Contabilidade moderna

0

Luca Bartolomeo de Pacioli nasceu em 1445, em Toscana, na Itália. Apesar da infância pobre foi educado pelo matemático Dominico Bragadino. Tornou-se um monge franciscano e professor de matemática de uma escola local.

Em Veneza, no ano de 1470, escreveu a sua primeira obra de matemática na área de álgebra. Mas sua publicação mais importante veio em 1494: “Summa de Arithmetica, Geometria, Proportioni et Proportionalità” (Conhecimentos de Aritmética, Geometria, Proporção e proporcionalidade), na qual explicava os conceitos da Contabilidade e Escrituração.

Luca foi o difusor da Teoria Contábil do Débito e do Crédito, que corresponde à teoria dos números positivos e negativos. A teoria destacava, inicialmente, os requisitos necessários ao bom comerciante, conceituando as teorias para a realização de inventário e como fazê-lo.

Além disto, destacaria, também, os aspectos práticos sobre livros mercantis, registros de operações e contas em geral, contas de armazenamento, lucros e perdas, correções de erros, entre outros pontos fundamentais para conduzir um comércio no século XV e que ditou as regras para a contabilidade contemporânea.

A obra de Luca Pacioli marcou o início da fase moderna da Contabilidade, na qual abriu precedente para que novas obras pudessem ser escritas. 

Relacionadas
Símbolos históricos da Contabilidade

Centro de Memória do CRCSP reúne fatos curiosos da Contabilidade

Compartilhe

Deixe seu comentário