Mercado de e-Commerce crescerá 26%. Sua loja estará nesse índice?

0

De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) o mercado de e-commerce fechou 2014 com faturamento de R$39,5bi, que representa um crescimento de 26% em relação ao ano passado.

Os lojistas que quiserem parte dessa fatia prevista para 2015 devem estar atentos a diversos aspectos e inovar na hora de oferecer serviços ao consumidor. Tome nota dessas 5 dicas e boas vendas!

1) e-CNPJ: legalize sua empresa, tenha um CNPJ, e, claro, solicite também a versão eletrônica do documento, o Certificado Digital e-CNPJ, para que você possa dar andamento a vários serviços pela web, sem sair de casa, ou por meio do seu Contador, fazendo uma procuração eletrônica.

Ah, com o e-CNPJ você também pode emitir a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e). No entanto, se mais de uma pessoa for responsável por essa parte do negócio, é indicada a compra do Certificado Digital Emissor de Notas Fiscais, que é emitido vinculado ao e-CNPJ da empresa, mas com o CPF de cada um dos funcionários. Isso porque o Certificado Digital não deve ser compartilhado. O e-CNPJ pode ser adquirido clicando aqui.

2) Emita notas fiscais para os seus clientes: atualmente, é muito mais fácil ficar em dia com o fisco, pois não é necessário usar centenas de blocos de papel ou imprimir centenas de folhas. Por meio do Certificado para Emissão de Notas Fiscais é possível emitir as notas para seus consumidores com apenas alguns cliques e de forma sustentável. O Certificado Digital para Emissão de Notas Fiscais foi criado especialmente para emitir notas fiscais eletrônicas e atribuir ao funcionário responsável da organização a alçada necessária para a emissão e gerenciamento das notas.

Desta forma, o empresário pode nomear o responsável por emitir as notas fiscais sem compartilhar o e-CNPJ da empresa e senha. Ou seja: muito mais segurança e controle de processos. Ah, claro, para emitir notas é necessário ter sistemas específicos. Consulte empresas especializadas no desenvolvimento e comercialização desses softwares. Se quiser saber mais sobre esse tipo de Certificado, clique aqui.

3) Ofereça um ambiente seguro: o Certificado SSL protege sua loja e seus clientes contra “assaltos” virtuais, graças à criptografia dos dados do protocolo SSL. Na prática, garante um ambiente seguro para a inserção de dados pessoais, como o número do Cartão de Crédito. Para mais informações, envie uma mensagem para comercial@certisign.com.br. Custa menos do que você imagina oferecer um ambiente seguro.

Além do mais, o Google anunciou recentemente que dará preferência em seu sistema de busca aos sites com SSL (Quem quer vender, precisa ser visto!). E ao adquirir um Certificado SSL da Certisign você terá ainda o direito de adicionar na sua loja virtual o Selo de Segurança Site Seguro Certisign, a marca reconhecida pelos internautas como sinônimo de confiança.

4) Ofereça mais de uma forma de identificação aos seus clientes: o Certisign Login é um serviço gratuito de identificação que utiliza o Certificado Digital para autenticar os clientes. Isso significa a redução do não reconhecimento do pagamento, também conhecido como chargeback, pois o Certificado Digital atesta que o cliente é quem diz ser. Vale a pena oferecer mais esta opção de login aos seus clientes. Para instalar é só clicar aqui.

5) Dados institucionais: mantenha as informações da sua loja atualizada e expostas em seu site, especialmente os canais de comunicação com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC). O cliente precisa ter a segurança de que em caso de qualquer dúvida/imprevisto terá o suporte do seu e-commerce.

Relacionadas:

e-Commerce: confira as tendências para 2015 

Vai abrir uma loja virtual? Veja algumas dicas

 

Compartilhe

Deixe seu comentário