Na web você é o que escreve, apoia ou compartilha

0

Muitas pessoas ainda não compreendem que mundo digital é uma extensão do mundo real. Mesmo em casos de anonimato, a internet é um meio que eleva qualquer fato à sua centésima potência e, por conta disso, pode arruinar a vida das pessoas, dependendo das atitudes e conduta na web.

Assim como na vida real, comentários racistas, homofóbicos, misóginos e preconceituosos publicados nas redes sociais são condenados duramente. A diferença é de que dizer isso na internet, é algo semelhante a gritar num megafone.

É aí que o ditado “Quem fala o que quer, ouve o que não quer”, entra em vigor! Ops, ou melhor: “Quem escreve o que quer, lê o que não quer”. Por quê? Assim como você tem voz para fazer qualquer tipo de comentário, as pessoas que estão do outro lado também têm voz para respondê-los, acarretando consequências que podem extrapolar o meio digital e atingir a vida real duramente.

Foi o caso da americana Justine Sacco, que antes de embarcar em um avião, escreveu um tweet para os seus 170 seguidores com os dizeres: “Estou indo para a África. Espero não pegar HIV. Brincadeira. Sou branca”. Após o infeliz comentário ser compartilhado milhares de vezes, antes mesmo do pouso do avião, ela teve sua vida transformada em um inferno e até perdeu o emprego por isso.

Essa é apenas uma das histórias contadas pelo escritor galês Jon Ronson no livro So You’ve Been Publicly Shamed (Então você foi envergonhado publicamente, em tradução livre) que divulga depoimentos de pessoas que tiveram suas reputações destruídas na internet.

Por isso, tome cuidado com o que você publica na internet, pois na web tudo está sujeito à opinião direta de outras pessoas. Tenha em mente que sua publicação pode ser utilizada contra você mesmo.

Fonte: R7

Compartilhe

Deixe seu comentário