O Contador como agente de desenvolvimento de pequenos negócios

0

Grande parte dos escritórios de Contabilidade atende a micro e pequenas empresas, cuja demanda de trabalho é bastante grande, devido ao acompanhamento que deve ser constante e pontual, pois este é decisivo para o crescimento e sucesso do empreendimento.

Não só de tributos vive a Contabilidade, mas eles representam uma parcela significativa das tarefas de quem atua nesse segmento. Pequenos empresários nem sempre sabem quais taxas e impostos devem de fato pagar ou como efetuar esse pagamento dentro do prazo. O Contador pode ainda orientar o seu cliente quanto à melhor forma de tributação para a empresa, seja no Simples Nacional ou no Lucro Presumido, por exemplo. Assim, os gastos das micro e pequenas empresas podem ter uma redução substancial, o que é decisivo para o fortalecimento do negócio.

Além dos impostos, há ainda as famosas obrigações acessórias, complexas e técnicas, que devem ser preenchidas da forma correta para que não haja multas à empresa.  Os levantamentos contábeis, como balanços, por exemplo, ajudam muito na administração do negócio, uma vez que é possível ver o quanto entrou, o quanto foi gasto e qual a média do valor que precisa ser investido. O mesmo pode ser dito sobre o controle de estoque.

Essas ferramentas devem ser explicadas pelos contadores aos empreendedores, para que eles tenham maior controle da empresa a partir das informações obtidas com elas. Vale lembrar que é fundamental procurar um profissional de confiança, uma vez que ele terá acesso a todas as informações da sua empresa. Nem sempre é vantajoso utilizar o valor do serviço como critério para a contratação, porque o barato pode sair caro.

Desde 2008, as empresas brasileiras estão obrigadas a utilizar o Certificado Digital para enviar informações e documentos oficiais ao Fisco. Neste caso, apesar dos Microempreendedores Individuais não estarem formalmente obrigados a usarem o Certificado Digital, a ferramenta torna-se de fundamental importância para garantir a segurança das informações enviadas ao fisco e também das transações comercias, como: envio de propostas, participações de pregões eletrônicos, feitura de contratos, entrega de declarações e outros.

Não importa se é pessoa física ou jurídica. Se você ainda não possui o seu Certificado Digital clique aqui. Seja uma pessoa segura.

Compartilhe

Deixe seu comentário