O Contador pode atuar também como consultor de finanças para as empresas

0

Lidar com dinheiro é um dos grandes desafios que enfrentamos na vida, um dilema especialmente para quem optou por abrir mão da “segurança” de um emprego, com carteira assinada, para investir no sonho do próprio negócio. Nesse caso, é preciso lidar com duas Contabilidades, por assim dizer: a da empresa e a da vida pessoal do empresário.

Como dinheiro na mão é vendaval, buscar auxílio em uma consultoria é o caminho certo para evitar cometer deslizes que podem trazer prejuízos. E este consultor pode ser o Contador, afinal, quem melhor para calcular o quanto deve ser investido, o quanto deve ser reservado como capital de giro da empresa e como a pessoa física pode fazer para o dinheiro trabalhar para ela?

Ao lidar com o capital de uma empresa, é preciso considerar os seus sócios, a política de distribuição de lucro e estimar o crescimento – ou déficit – que o negócio pode ter no médio prazo. Assim, será preciso ter acesso aos balanços e ao parecer da auditoria. Como empresas pequenas não costumam investir em sua Contabilidade, ter certeza de certos dados pode ser algo trabalhoso, mas essencial para o sucesso financeiro!

Quem, como o Contador, já administra o negócio tem essa vantagem adicional ao seu favor, uma vez que está por dentro da real situação do empreendimento. Então será a vez de analisar o que pode ser feito, seja expandir o negócio abrindo sucursais, abrir o capital da empresa ou mesmo agregar mais um ramo de atuação – ou produto.

Banner-clube-do-contador

Grandes marcas costumam, inclusive, abrir pequenas empresas do mesmo ramo, porém com um nome diferente, para atender a outro público. A Coca-Cola, o Pão de Açúcar e o Boticário são bons exemplos disso. O Boticário, por exemplo, tem outras duas marcas de cosméticos: a Quem Disse Berenice e a Beauty Box. Mas, claro, estamos falando de marcas consolidadas no mercado. Entretanto, é importante enxergar todos os caminhos existentes antes de tomar uma decisão ou de apontar qual o melhor a seguir.

Como ampliar o seu negócio?

Quem já tiver a empresa como cliente pode inclusive ampliar seus negócios, passando a atender o empresário como consultor de finanças. Neste caso, vale levar em consideração o perfil do cliente – se ele é mais cauteloso, consciente ou se não tem medo de arriscar para ganhar mais. Isso, aliado ao montante que ele tem disponível para investir e aos seus objetivos em curto, médio e longo prazos, lhe mostrará qual caminho seguir.

As opções são várias. No mercado de ações, há investimentos para todos os gostos: tesouro direto e renda fixa para os mais cautelosos, ações de startups para os que não temem tanto os riscos e até mesmo sociedade em empresas mais consolidadas – podendo inclusive atuar como um anjo investidor – para os tradicionais.

Não tenha medo de mudar

Conforme seu cliente for tendo êxito em seus investimentos, novas pessoas em busca de consultoria devem chegar, especialmente por meio do boca a boca, que ainda é a melhor ferramenta de marketing do mercado. Quem sabe este ramo não se torna sua principal atividade? Pense nisso e especialize-se. Cursos, pós-graduações e, quiçá, uma segunda graduação serão essenciais para o exercício desta função. Acompanhe o mercado financeiro, mesmo que no início seja algo confuso, com o passar do tempo você adquirirá o conhecimento necessário para se sentir confortável tratando de investimentos. Só não tenha medo de mudar.

Se o seu cliente ainda não tem um Certificado Digital, indique esse produto no Clube do Contador Certisign, além da comissão por indicação, o programa de relacionamento do Clube do Contador Certisign oferece prêmios todos os meses. Cadastre-se já.

Compartilhe

Deixe seu comentário