Papel: boas recordações que devem ficar no passado

0

O processo de globalização pelo qual passa o mundo e, claro, o Brasil, avança rapidamente e hoje a informação está quase que 100% digitalizada em todas as áreas. Basta olhar ao redor e ver que houve redução do uso do dinheiro em papel; que a maioria das transações bancárias está sendo feita por sistemas eletrônicos; e que os jornais impressos são lidos por um número menor de pessoas.

Na área contábil não é diferente. A profissão tem sofrido constantes mutações, não apenas legais, mas também de ordem prática, já que o mercado necessita de informações econômico-financeiras com maior rapidez, precisão e detalhes para a correta tomada de decisões.

As montanhas de papel, responsáveis pela aparente desorganização nas mesas dos contadores, está se tornando coisa do passado. A tendência, na Contabilidade brasileira, é ser totalmente digital, principalmente com o advento do Sistema Público de Escrituração Digital – Sped e seus subprojetos como Escrituração Contábil Digital- ECD, Nota Fiscal Eletrônica, eSocial, entre outros. Apesar desta realidade, não é raro ver contadores que, por acreditar que é mais prático ou cômodo, ainda optam pelo papel.

Vale lembrar que a tecnologia traz muitas vantagens para esses profissionais, entre elas a redução de equívocos. Na época em que só era possível cumprir com as obrigações acessórias manualmente, a possibilidade de erros era bem maior, como explica o profissional da Contabilidade Domingos Orestes Chiomento: “Declarar a mão podia acarretar em uma série de problemas. O cuidado tinha de ser redobrado. Com o Imposto de Renda, por exemplo, além de demorar mais tempo para ser preenchido, não eram raros os erros na hora de escrever ou digitar números”.

Hoje a tecnologia aprimorou o processo de prestação de contas e todo o sistema de cruzamento das informações de pessoas físicas e jurídicas é feito pelo computador. Não tem mais volta: “Quem não se adaptar às novas tecnologias estará fora do mercado”, garante Chiomento.

Portanto, amigo contador, se você é adepto do formato papel, do qual não abre mão por nada, a orientação é começar a se adaptar às novas tecnologias, como um pouco de dedicação você verá que sua vida pode se tornar muito mais fácil. Um exemplo é a assinatura digital com validade jurídica abaixo.

Contador, como você gerencia a documentação física dos seus clientes? Dê adeus às planilhas e papéis. Conheça o CertiFlow e automatize esse processo. Saiba mais!

Compartilhe

Deixe seu comentário