Preparem os bolsos para as obrigações de 2016

0

Depois de um 2015 difícil por causa da crise econômica, o sonho de todo brasileiro era que um novo ano começasse e trouxesse um certo alívio. Ledo engano: nosso dinheiro, agora, vale menos do que antes, afinal janeiro nem mal começou e já mostra como este será um ano difícil.

A saída do governo, para minimizar a crise, é continuar fazendo com que o consumidor “pague o pato”. Haverá aumento no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços – ICMS, nos combustíveis e nos preços das bebidas quentes, como uísque, vinhos e cachaça, e eletrônicos, como tablets e smartphones.

O IPTU também será reajustado: em São Paulo esse aumento será de 9,5%; em Curitiba de 10,4%; no Rio de Janeiro, 10,71%; e em Salvador 10,1%. Assim como as tarifas de transporte público, as Carteiras Nacionais de Habilitação e o IPVA também estão mais caros. E os reajustes não param não: haverá aumento da tarifa de táxi, energia, comida, água e esgoto.

A probabilidade de o Brasil sair da crise em 2016 é ínfima por vários fatores, entre eles a falta de confiança do consumidor para gastar. Além disso, não há predisposição das empresas em investir e gerar empregos. Contudo, embora o momento seja muito difícil, o profissional contábil pode – e deve – se destacar com conhecimentos especializados para atender à demanda empresarial, afinal é dele o papel de assessor estratégico nas tomadas de decisões, em especial nos momentos de crise.

A hora é mais do que oportuna para os Contadores de todo o Brasil prestar consultoria às organizações, realizando diagnósticos, análise dos processos, planejando estrategicamente o desenvolvimento de trabalhos, sempre propondo alternativas e soluções à direção das empresas que estão enfrentando a crise atual e se mantendo firmes, com uma cultura voltada à ação e superação, elementos que devem ser constantes em todos os momentos para todos os brasileiros. Não devemos esperar a crise passar: é preciso ir em frente e tomar para si o merecido resultado.

Se você, Contador, está assustado com o cenário atual, saiba que a inércia é o pior remédio. É preciso ação, inovação. É preciso movimento e reconhecimento. É fundamental fazer algo, começar logo e crescer em conjunto. E, pensando em ajudar os profissionais da Contabilidade a suportar a crise, e se fortalecer, o Clube do Contador traz algumas dicas:

  • Primeiramente, independente de o momento ser ou não de crise, é necessário gravar que o grande aliado das empresas – a pessoa que mantém o negócio e o ajuda a pagar as contas – é o cliente. Portanto, nada mais justo do que investir no relacionamento, mantendo a proximidade e fortalecendo as relações de confiança;
  • Conheça o negócio e acompanhe a estrutura organizacional, as informações de mercado, bem como dados da concorrência, produtos e serviços;
  • Mantenha-se atualizado nos aspectos legislativos e com as notícias da mídia;
  • Tenha um pensamento flexível, revendo a linha de serviços ou produtos das empresas. Novos olhares são sempre bem vindos;
  • Valorize quem está a seu lado, pode ser seu funcionário ou um colega de trabalho: os momentos desafiadores são oportunos para conhecer (e reconhecer) talentos.

E, por último, o mais importante: não perca prazos de faturamento, tributos apurados e pagos e outras obrigações acessórias que devem ser informadas pelos contadores para os órgãos arrecadatórios de forma correta e em tempo hábil. Lembre-se sempre que qualquer deslize pode gerar problemas de multa ou fiscalização por erro ou atraso na entrega das informações. Os dias limites para a entrega das declarações federais, sem multa, neste mês, são:

07 – Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia e Informações à Previdência Social – GFIP – Dezembro/2015
15 – Escrituração Fiscal Digital das Contribuições incidentes sobre a Receita – EFD-Contribuições – Novembro/2015
20 – Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – PGDAS-D – Dezembro/2015
22 – Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais – Mensal – DCTF Mensal – Novembro/2015
29 – DIPI – TIPI 33 – produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumaria – Novembro e Dezembro/2015
29 – Opção pelo Simples Nacional
29 – Opção pelo Sistema de Recolhimento em Valores Fixos Mensais – SIMEI –Microempreendedor Individual (MEI)
29 – Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia e Informações à Previdência Social – competência 13º Salário – GFIP
29 – Declaração sobre Operações Imobiliárias – DOI – Dezembro/2015
29 – Sistema Integrado de Comércio Exterior de Serviços, Intangíveis e Outras Operações que Produzam Variações no Patrimônio – Siscoserv – Outubro/2015
31 – Comunicação de não ocorrência/Declaração Negativa – COAF – Ano de 2015

Já possui Certificado Digital? Use hoje mesmo o Clube de Vantagens Certisign: descontos exclusivos em lojas virtuais. Precisa comprar o seu para a entrega da RAIS? Para comprar, clique aqui.

Compartilhe

Deixe seu comentário