Problemas técnicos no fisco: como proceder?

0

Problemas no novo serviço da Receita Federal. Da Secretaria da Fazenda. Da Junta Comercial. Não importa a fonte, uma coisa é certa: a probabilidade de um novo serviço disponibilizado por esses órgãos dar errado é bastante grande. Para atestar isso, basta lembrarmos de alguns casos: o eSocial dos domésticos, Coleta Web, novo aplicativo do CNPJ, e que deixaram os profissionais da Contabilidade malucos.

Diante disso, a pergunta que não quer calar é a seguinte: como proceder se nem mesmo o sistema do órgão funciona? A boa notícia é que geralmente quando há problemas do gênero os fiscos prorrogam os prazos de entrega das obrigações acessórias. Mas e quando não são obrigações acessórias, mas sim atividades que fazem parte da rotina de um contador: como proceder?

Banner-promocao-nespresso

Não, sentar e chorar não faz parte da solução. É preciso recorrer ao órgão competente para que este lhe apresente uma saída. No caso do Sistema Coleta do CNPJ, o problema levou quase uma semana para ser solucionado, o que exigiu paciência de quem tentava operá-lo.

Uma dica importante é: nunca deixe para amanhã o que pode ser feito hoje. O planejamento é essencial para a boa execução de qualquer trabalho. Na Contabilidade planejar é ainda mais necessário, pois atrasos implicam em multas e penalidades graves para os seus clientes.

Como as nossas avós costumavam dizer, “o seguro morreu de velho”. Já que os sistemas dos fiscos não são exatamente confiáveis, é melhor prevenir do que remediar. Outra dica é manter contato com as Entidades representantes da classe contábil, como Sindicatos e Conselhos, pois em caso de problemas, elas poderão pedir junto ao órgão competente a prorrogação dos prazos antes estipulados. Quanto mais pessoas participam, mais representatividade o pedido tem.

Contador, a Certisign te ouviu e lançou um programa com novas vantagens financeiras para você. Venha para o Clube do Contador Certisign ou ligue para (11) 3546 3800.

Compartilhe

Deixe seu comentário