Samba e tecnologia na avenida

0

O carnaval brasileiro sempre foi associado a grandes sambas enredo, carros alegóricos gigantes e fantasias luxuosas, porém, nos últimos anos, a tecnologia tem assumido um papel cada vez mais presente nos desfiles, junto com as plumas, paetês e alegorias.

Confira as tecnologias que já surpreenderam os foliões e telespectadores no Carnaval:

Carnaval 2017

Uma das novidades tecnológicas e também dos momentos mais inesquecíveis deste ano, sem dúvida, foi o drone representando o tapete voador do Aladim. Ele sobrevoou a avenida durante o desfile da Mocidade e arrancou muitos aplausos da plateia.

Carnaval 2016

Em 2016, o destaque no quesito tecnologia foi a Portela, que trouxe para a avenida um Poseidon que flutuou com um par de jatos de água em seus pés. O carro das viagens de Gulliver foi outro ponto alto, com seu boneco de quinze metros de altura. O ator Jack Black, que interpretou o papel no cinema, foi escalado por componentes da escola. O carro com dinossauros também se destacou, engolindo foliões em pleno desfile.

Banner_Blog_615x100

A Salgueiro teve como tema o universo dos cabarés, botequins do Rio de Janeiro. Ela surpreendeu com seu zepelim de 20 metros que sobrevoou a avenida por cima da bateria, composta por ritmistas fantasiados de Geni.

Carnaval 2015

Em 2015, a Portela também foi destaque em tecnologia. Ela fez uso de drones em forma de águias e de bolas de futebol, além de um grupo de quatro paraquedistas, que chegou ao Sambódromo a partir de um avião, logo no início do espetáculo. Foram aproximadamente cerca de 400 veículos aéreos não tripulados.

A Unidos da Tijuca, além de trazer fantasias compostas de luzes de LED de diferentes cores, destacou-se com sua pista de gelo no carro abre-alas. Patinadores que atravessaram a Sapucaí literalmente deslizando.

Já a Beija-Flor impressionou com seus bailarinos fantasiados de guerreiros munidos de lança e escudos. Em formato de máscaras, os escudos executavam movimentos de expressões faciais, comandados por controle remoto.

Mas não se engane: usar e abusar da tecnologia no carnaval não é exclusividade apenas das escolas de samba. No que depender da Certisign, você resolve suas pendências ao mesmo tempo que aproveita melhor o seu tempo. É samba no pé e mobileID na mão para assinar contratos e documentos. Saiba mais.

Mesmo que tudo mude, você vai continuar sendo único. Se você ainda não possui o seu Certificado Digital clique aqui e Seja uma pessoa segura.

Compartilhe

Deixe seu comentário