Vai abrir uma loja virtual? Veja algumas dicas

0

Para quem quer se tornar um empreendedor virtual, antes de definir design, formas de pagamento e logística, é preciso investir em pesquisas fundamentadas em dados do mercado, como a concorrência e a viabilidade da venda do seu produto, além de obter resposta da principal pergunta-chave: “como esse produto vai vender na web?”.

Com esses dados em mãos, fica muito mais claro quais serão os seus próximos passos, como, por exemplo, criar o seu plano de negócios (invista em um curso de planejamento de e-commerce. Faz muita diferença!) e legalizar a empresa formalmente (com e-CNPJ).

Por que estes passos são importantes? Com essas informações será mais fácil ter a visão sobre qual plataforma de vendas é a mais adequada ao seu produto/serviço, e saber o quanto você pode investir. A dica é: converse com os desenvolvedores e consultores, pessoas que estão na área etc. E compartilhe suas dúvidas.

Outro ponto imprescindível é a segurança. Uma das grandes barreiras que ainda limita os consumidores na internet é o medo de golpes por fraudes cibernéticas. Por isso, para garantir a integridade de seu negócio, proteja seu site por meio do Certificado SSL. Além de proteger, a tecnologia exibe sinais, o que conquistará ainda mais a confiança dos clientes.

A Certisign oferece soluções de SSL para lojas virtuais de todos os portes. Vale a pena conversar com um dos consultores e descobrir qual a melhor opção para o seu negócio.

Bom, depois que a sua plataforma estiver definida e segura, é hora de pensar em como os clientes vão se logar. Hoje, muitos e-commerces utilizam o cadastro normal e o login por meio das redes sociais. Poucos sabem que existe mais uma opção e que é gratuita: o login por meio do Certificado Digital.

Esse serviço foi desenvolvido pela Certisign e o desenvolvedor do seu site em poucos passos instala essa opção. Basta acessar www.certisign.com.br/certisignlogin e seguir as instruções.

O Certisign Login, por usar o Certificado Digital como meio de identificação, reduz o chargeback (o não reconhecimento da compra), justamente por utilizar um documento eletrônico que contém os dados fidedignos de uma pessoa. Ou seja: atesta que o cliente é quem diz ser.

Para mais informações sobre soluções para a sua loja virtual, clique aqui.
Relacionadas:

Certificação Digital: adicione segurança na troca de e-mails

Pesquisa revela que 70% das pessoas estão preocupadas com o Cibercrime

Compartilhe

Deixe seu comentário